top of page

Prod Ops na prática: pilares, papéis e métricas - case da OLX Brasil

Atualizado: 2 de jul. de 2022

No mês de junho o encontro promovido pela Comunidade Brasileira de Product Ops contou com a participação da Kelly Reis que trouxe um case incrível sobre Pilares, Papéis e Métricas em Prod Ops na OLX Brasil.


A abordagem do case se inicia pelo conceito e histórico, passa pela forma como a OLX Brasil está operando neste momento, e como nem tudo são flores, conta também um pouco sobre os desafios enfrentados na aplicação do Prod Ops.


No meu primeiro contato com esse case no evento Agile Trends em abril deste ano, entendi que a operação de produtos é uma conexão entre as equipes que criam a tecnologia e as equipes que interagem com seus usuários. Neste encontro ganhei uma super dose de reforço:


Imagem 1 com diagrama das verticais de Prod Ops


Conceito e Histórico


Prod Ops é uma junção, uma conexão de várias disciplinas como produtos, dados, gente, design, engenharia e experiência do cliente. Seu objetivo é alavancar a escala de produtos digitais.


Estima-se que até 2025 produziremos 181 Zettabytes de dados e 95% das empresas reconhecem a dificuldade em gerenciar dados não estruturados. Neste contexto surgiu o Prod Ops, adotado por big techs do Vale do Silício.

É natural que em organizações orientadas por produtos se tenha aumento de complexidade organizacional, crescimento exponencial de dados e até mesmo dificuldades de conectar partes, surge neste contexto o Prod Ops.



Imagem 2 citando conceito de Prod Ops para a OLX.


Na prática a missão do Prod Ops é muito clara : Conectar e orientar a organização facilitando o sucesso dos produtos de tecnologia.


Princípios do Prod Ops


É preciso ter profundo conhecimento dos seus Clientes, fazer uso intensivo de Dados, utilizar Práticas que garantam a operação de desenvolvimento de produtos, evoluindo a maturidade e a eficiência. Além de tudo isso, é preciso atrair, habilitar e engajar as Pessoas.



E como monitoramos se estamos atendendo os pilares acima? Métricas, sempre:


Aumento de receita e crescimento da base de clientes

Aumento da satisfação dos usuários

Atração e retenção de talentos

Otimização de custos operacionais


Pilares


Conhecendo brevemente o conceito e os princípios do Prod Ops, vamos falar dos Pilares:


Imagem 3 citando pilares do Prod Ops


Os pilares são a razão de existir, portanto anualmente se planeja quais serão os objetivos destes pilares e em ciclos trimestrais se estruturam os OKRs para sustentar as entregas que foram estruturadas, tudo isso do roadmap até a rotina são geridos utilizando o Jira.


Ainda para suportar os pilares e a estratégia, a OLX Brasil conta com Program Management e Agile & Ops Management.


O Program Management facilita e contribuí para o planejamento, execução e comunicação da estratégia de Produto, enquanto o Agile & Ops Management tem por responsabilidade elevar a excelência da operação de desenvolvimento de Produtos, através de práticas, processos, ferramentas e métricas.


Na frente de Program Management chamou atenção de todos o ponto de OKR de OKR's que são utilizados para acompanhar a performance nas unidades de negócio [Bus]. Esta frente atua na remoção de barreiras ‘’sendo um azeite’’ entre todos os pontos: estratégia, governança, dependências, riscos e OKR de OKR's.


Enquanto isso a frente de Agile & OPS Management reforça:

  • Discovery - Eficácia na descoberta de produtos

  • Delivery - Maior eficiência no fluxo de entregas

  • Pessoas - Desenvolvimento, engajamento e retenção

  • Dados - Maior uso de dados e insights

  • Conhecimento - Compartilhamento, aceleração, retenção nas bases de conhecimento


Papéis


O case também trouxe abordagem sobre os papéis em um time de Prod Ops que na OLX é composto por:


Enterprise Agile Coach

Prod Ops Specialist

Data Analyst

Programmer Manager


Métricas



Esse é um dos valores da OLX, então as métricas são orientadas por dados, existe um ecossistema de métricas para garantir o sucesso do Prod Ops, entrando um pouco mais no detalhe destas métricas:

  • Discovery - mede-se a maturidade do processo quanto a descoberta dos produtos, tal como seus impactos nos resultados.

  • Delivery - capacidade, previsibilidade e desempenho como chaves mestras.

  • Finanças - qual a contribuição com os resultados da organização.

  • Resultado - métricas de produtos e resultados dos OKRs

  • Satisfação Interna e Externa - é preciso entender o nível de satisfação das pessoas.

Próximos encontros:

Após esse exercício super produtivo e colaborativo, finalizamos mais um encontro com gostinho de quero mais.


E você? Como promoveria quick-wins para os desafios apresentados? Conte pra gente lá no nosso Slack e aproveite para se inscrever em nosso próximo encontro no dia 14 de Julho!


Este artigo foi escrito por Cris Torres - LinkedIn - Scrum Master.


Para acessar a gravação na íntegra, acesse o link do Zoom, senha (p??zUP03).



652 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page